Segurança Pública

Atualizado: há 4 dias

Uma área crítica em que o município pode colaborar muito com políticas de ocupação e resgate de espaços públicos e privados.

Reciclar, bem formar, estimular, fortalecer e equipar, a Guarda Municipal para exercer suas funções constitucionais e ir além disso, participando efetivamente da Segurança Pública com atuação subsidiária ou até supletiva dos órgãos de prevenção e repressão na defesa do maior patrimônio de uma Cidade que são os seus cidadãos.


Exigir, do Estado, efetivos maiores e bem equipados para cuidar da Cidade, não apenas nas operações especiais ou de verão, pois Santos recebe forasteiros durante todo o ano, e é alvo de atração da delinquência oportunista motivada pela superpopulação permanente.


  • No primeiro biênio, vamos dobrar o contingente de guardas municipais e de viaturas para as rondas;

  • Dobrar também o número de câmeras de monitoramento de forma sincronizada com estatísticas que indiquem as áreas da cidade com maior incidência de crimes, com profissionais efetivamente controlando as câmeras e demandando pronta intervenção às ocorrências detectadas;

  • Efetuar parcerias com empresas e condomínios para que o centro de controle operacional da Prefeitura tenha acesso às imagens das câmeras privadas de vigilância em áreas públicas (ruas e avenidas);

  • Colocar em prática a teoria da ‘Janela Quebrada’, com melhora real da zeladoria, no campo da iluminação pública, resgate de áreas degradadas, reforma de praças e equipamentos de lazer e esportes, fiscalização para haver a correta manutenção de terrenos baldios;

  • Liderar um movimento regional por mais investimentos do Estado em Segurança Pública, particularmente visando o aumento do efetivo das polícias Civil e Militar e uma verdadeira implantação de modernas estruturas da polícia científica e investigativa, hoje praticamente quase inexistentes;

  • Dialogar de forma direta e aberta com o efetivo da GM compreendendo e resolvendo conjuntamente suas demandas.

  • Reavaliar os alvarás e licenças de funcionamento para empresas geradoras de riscos, localizadas em áreas densamente povoadas, como por exemplo, transportadoras de valores;

  • Implantar efetivamente as Zonas de Segurança Universitária e da educação;

  • Coibir, com rigor, os abusos consistentes no ilícito penal da perturbação do sossego público, por uma prática cada vez mais viciosa de pessoas que se julgam donas da Cidade e proprietárias das vidas dos seus cidadãos, inclusive com a poluição sonora crescente por parte de veículos ruidosos, por ação dolosa de seus condutores.

.




8 visualizações
Cascione 90
Cascione 90
plano.png
  • YouTube - Círculo Branco
  • Facebook - Cascione90
  • Twitter - Cascione 90
  • Instagram Cascione90
sr_branco.png

SANTOS/SP CNPJ: 39.000.113/0001-22  PROS CNPJ: 12.952.205/0001-56