Dicas de Língua Portuguesa: Mim ou Eu?







Costumo ler e ouvir dois desvios frequentes no emprego dos pronomes eu / mim antecedidos de preposição:

1)“A discussão entre eu e ela foi feia.” (Certo: entre mim e ela.)

2)“Ele pediu para mim fazer isso.” (Certo: pediu para eu fazer.)

É curioso as pessoas acharem que o mim soe mal na frase 1, mas não na 2, embora ambas estejam incorretas.

Ocorre que, no enunciado 1, o pronome reto eu é antecedido por uma preposição, o que torna a frase inadequada, já que, após preposição (a, ante, até, após, com, contra, de desde, em, entre, para, perante, por, sem, sob, sobre, trás etc.), o pronome deve ser sempre o oblíquo mim, a não ser que ela seja seguida de verbo, como no exemplo 2.

Portanto, após uma preposição não seguida de verbo, sempre se emprega MIM, não eu.

O teto desabou sobre mim.

Eles saíram sem mim.

Você deveria se ajoelhar perante mim.

Todos ficam contra mim!

Mandaram flores para mim.

Ele veio até mim e me abraçou chorando.

Ninguém saiu após mim.


E não esqueçam: mim “não faz” nada, hein?!

Um abraço!

Silvia Maria Leme do Prado Cascione Mazzonetto é professora de Língua Portuguesa e Literatura formada em Letras e Direito pela Unisantos e Mestre em Educação pela PUC/SP

Busca



Newsletter

Cadastre o seu e-mail abaixo e receba as nossas newsletters:




Parceiros

Anuncie aqui City Parking Cascione Advogados Associados Melting-Pot Production